Palestra com a fotógrafa LUCILLE KANZAWA sobre a comunidade Yuba e seu livro "YUBA", sucesso de vendas;

Atenção, abrir em uma nova janela. PDFImprimirE-mail

 

Grupo Luminous de Fotografia
Endereço: Av. Eng. Armando de A. Pereira, 441 - 2º and. - sl. 4 - São Paulo - SP
Cep: 04309-010
Tel.: 011 5071-7195
e-mail:  Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.
 
 
Em 17/junho/2010
 

Livro Yuba mostra como vive a comunidade onde não há propriedade privada nem salário

 

 

No Dia do Trabalho (1º de maio), na Pinacoteca do Estado, Lucille Kanzawa e a Terra Virgem Editora lançam o livro Yuba, com 66 fotografias do dia-a-dia de imigrantes japoneses e seus descendentes na Comunidade agrícola e subsistente no interior de São Paulo



Somente o olhar de Lucille Kanzawa, que conheceu ainda criança e vivenciou de perto o cotidiano da Comunidade Yuba, poderia traduzir esta realidade em imagens tão intimistas. Seu livro Yuba será lançado pela Terra Virgem Editora, no Dia do Trabalho (1º de maio), das 11h às 14h, no pátio interno na Pinacoteca do Estado.

 

Com 66 imagens – 38 coloridas e 28 em preto-e-branco – e textos da própria Lucille, além de Diógenes Moura (curador da Pinacoteca do Estado de São Paulo) e do jornalista Xavier Bartaburu, o livro Yuba retrata os imigrantes japoneses e seus descendentes que vivem em um regime comunitário e de dedicação às artes no bairro de Primeira Aliança, em Mirandópolis, a 608 km de São Paulo.

 

"Yuba é um livro único, resultado de um olhar amorosamente comprometido. Lucille precisou se ramificar por outras terras até perceber que era nas suas raízes onde morava o segredo que a sua alma viajante tão intensamente buscara. As fotografias de Lucille são ao mesmo tempo um concreto retrato do seu povo e um auto-retrato inconsciente. É na simplicidade de algumas das imagens que fica explicita a relação íntima entre a fotógrafa e a comunidade, uma quase comunhão", diz Roberto Linsker, editor da Terra Virgem.

 

Há sete anos, Lucille dedica-se à pesquisa fotográfica sobre a Comunidade Yuba, que já lhe rendeu um prêmio Porto Seguro como artista revelação e exposições na Caixa Cultural e na Pinacoteca do Estado. “Fiz cerca de 8 mil fotos em negativos (cor e P&B) e digital. Foi muito difícil escolher as melhores para as exposições e agora para o livro, que é a consolidação desse trabalho”, explica Lucille.


A autora do livro, também formada em piano, tradutora-intérprete e ex-comissária de bordo, é filha do médico Yoshito Kanzawa, que durante 44 anos prestou assistência médica gratuita à Comunidade Yuba e a todos que dele precisaram. Essa proximidade entre Lucille e os yubas resultou em imagens que retratam “o extrato de um povo que está inserido num mundo contemporâneo, mas que vive fora do caos”, como define Diógenes Moura. As páginas de Yuba apresentam cenas como mulheres e homens no cultivo da terra; a colheita das frutas; um casal de noivos visto de costas; o trator sobre a terra avermelhada em frente ao teatro; e Katsue Yuba – filha do fundador da Comunidade – se maquiando para entrar em cena.

 

Cultivar a terra, amar as artes e orar. Sobre esses três alicerces o mestre Isamu Yuba idealizou e construiu a Comunidade Yuba, em 1935. Atualmente 61 pessoas seguem a ideologia de coletividade do fundador, dedicando-se à produção agrícola (goiaba, manga, quiabo...), à música e à dança.

 

“Cresci como qualquer criança de Yuba, com as mãos num piano e os pés em sapatilhas, cercada de livros e de música clássica”, diz Lucille. “A Comunidade Yuba era como o quintal da minha casa. Tive de dar a volta ao mundo e conhecer vários destinos exóticos para perceber que o modo de vida daquelas pessoas era único e podia interessar à muita gente”, completa.

 

Para conseguir viajar com freqüência, Lucille escolheu ser comissária de bordo. Visitou cerca de 45 países e morou no Alaska (EUA), Alemanha, França e em um Kibutz em Israel.

 

 

Balé Yuba – às 12h, durante o lançamento do livro Yuba, 30 bailarinos vindos de Mirandópolis apresentarão três números – Soran, Rising e Festa do interior – criados pela professora e coreógrafa japonesa Akiko Ohara, que mora na Comunidade e não fala português.

 

 

Lucille Kanzawa  – Nasceu em Mirandópolis, interior de São Paulo, em 1963. É formada em piano e em tradução-intérprete. Foi comissária de bordo de 1991 a 2008 e está de licença há dois anos por conta de uma lesão no joelho.


A primeira vez que Lucille mostrou ao público suas fotografias da Comunidade Yuba foi em uma matéria na extinta revista Terra, em dezembro de 2004, com a qual colaborou de 2002 a 2007 com textos e fotos de viagens para países exóticos, como Marrocos, Mianmar e Índia. A  Transiberiana, sua última grande viagem, rendeu matéria de capa.

 

Iniciou suas incursões fotográficas pelas ruas e galerias de São Paulo em 2002, quando passou a freqüentar o Grupo Luminous de Fotografia e participou de exposições coletivas. Aprimorou seus conhecimentos com grandes fotógrafos como Gal Oppido, Iatã Cannabrava, Valdemir Cunha e Marcelo Greco. Em 2005, conquistou o Prêmio Porto Seguro de Fotografia, na categoria Revelação, e o segundo lugar no concurso Universo Familiar, promovido pelo Centro da Cultura Judaica.

 

A Comunidade Yuba – No Japão do século XIX, Saizaburu Yuba era chefe de uma aldeia e sugeriu a criação de uma área agrícola sem proprietários nem circulação de dinheiro. Não deu certo.

Seguindo o sonho de seu avô e inspirado em obras de Tolstoi, Rousseau, Marx e na Bíblia, Isamu Yuba desembarcou no Brasil em 1926, aos 19 anos. Em 1935, adquiriu 40 alqueires de terra, reuniu companheiros que compartilhavam de sua ideologia e juntos fundaram a Fazenda Yuba, que na época ficava em Guaraçaí, e chegou a ter 300 moradores e ser a maior granja da América Latina.

 

Em 1956, o grupo se dividiu. Isamu e 90 pessoas mudaram-se para o bairro da Primeira Aliança, zona rural de Mirandópolis, onde construíram uma nova vida. Isamu Yuba morreu aos 70 anos, em 1976, em um acidente de carro.

 

O livro Yuba, publicado pela Terra Virgem Editora, tem o apoio institucional da Lei de Incentivo à Cultura do Ministério da Cultura, Lei Rouanet, patrocínio da Jacto e da Noritsu e gestão cultural do Estúdio Madalena.

 

 

 

Lançamento do livro Yuba

Fotografias de Lucille Kanzawa
Textos de Lucille Kanzawa, Diógenes Moura e Xavier Bartaburu

Terra Virgem Editora

Onde: Pinacoteca do Estado -  Praça da Luz, 2. Tel. (11) 3324-1000.

Quando: 1º de maio, sábado

Horário: 11h às 14h
Grátis

 

Balé Yuba

Quando: 1º de maio, sábado, às 12h

Tempo de duração: 30 minutos

Classificação etária: livre

Livro Yuba

Terra Virgem Editora

66 imagens

Formato 22,5 x 20,0 cm
120 páginas
impressão 4x4 cores
Preço: R$ 65,00

ISBN: 978-85-85981-56-3

Terra Virgem Editora
Rua Galeno de Almeida, 179
05410-030 São Paulo SP
Tel: (11) 3081-9932 / 3083-7823
www.terravirgem.com.br
Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.

 

 

 

Sobre a Editora - A Terra Virgem Editora é especializada na documentação fotográfica, publicação e divulgação de temas relacionados à cultura brasileira e ao meio ambiente. Surgiu em 1993, mantendo desde então um catálogo de livros que desvenda o Brasil, seus ecossistemas e suas gentes, numa abordagem que reúne conhecimentos científicos em linguagem acessível, e ensaios fotográficos reconhecidos internacionalmente.

 

* Entre os títulos da Terra Virgem Editora destacam-se a série Fotógrafos Viajantes com o livro Pierre Verger - Fotografias para não esquecer, a série Tempos do Brasil com 4 volumes lançados, a série “Brasil Aventura”, um grande sucesso editorial, com 6 volumes e mais de 50 mil livros vendidos; “Mar de Homens” e "O Mar é uma outra Terra" do fotógrafo Roberto Linsker; “Amazônia: O Povo das Águas” do fotojornalista Pedro Martinelli; “O Último Grito” e “Almaquatica” de Klaus Mitteldorf. E ainda, “Rota Austral”, “Travessia do Drake”, “Rota Boreal” e "Entretrópicos" do velejador Beto Pandiani, entre outros.

 

 

Mais informações:

Assessoria de Imprensa
Analu Andrigueti

(11) 8919-5695 – Este endereço de e-mail está protegido contra SpamBots. Você precisa ter o JavaScript habilitado para vê-lo.  
 
 
Mais informações: 
 
 
 
 
 
Banner