Livro 'Navegante da Luz' revela produção artística de Miguel Chikaoka

Lançamento do livro será realizado no próximo sábado, 5.
Exposição com obras que compõem o livro tem visitação gratuita.

A galeria Kamara Kó lança no próximo sábado (5), em Belém, o livro "Navegante da luz: Miguel Chikaoka e o navegar de uma de uma produção experimental", da professora e crítica de arte Marisa Mokarzel. Junto com o lançamento, às 18h, será aberta uma exposição com fotografias e instalação do fotógrafo que fizeram parte da pesquisa.

 

O livro mostra a produção artística do fotógrafo e, segundo Marisa, a pesquisa foi realizada a partir de textos já escritos sobre Chikaoka e seu trabalho, como notícias em periódicos, catálogos, acervos fotográficos, vídeos e entrevistas.

Ainda de acordo com a professora, a publicação foi pensada a partir de três eixos. "O primeiro tece os fundamentos de uma herança cultural que ele apresenta a partir dos laços com o oriente, o lugar onde nasceu, e o seu país que pretende conhecer após o distanciamento e convívio com terras estrangeiras".

O segundo eixo, ainda de acordo com Marisa, apresenta o contexto formado por tramas institucionais de galerias e salões, que foram formatando um circuito e contribuindo com a visibilidade da fotografia no Pará.

"O terceiro eixo que mostra as matrizes de arte e política tecidas a partir do final dos anos 1970 que vão constituir a força do trabalho de Miguel, que tendo uma forma muito particular de atuar, cria em meio a uma tessitura que privilegia o coletivo e perpassa pelo processo educacional", explica.

Produção
A ideia de produzir uma obra sobre o percurso artístico de Miguel surgiu nos anos 2000, quando a pesquisadora sentiu vontade de se aprofundar no tema após uma oficina com a curadora Rosely Nakagawa, em Belém. A professora também orientou trabalhos acadêmicos sobre a produção de Chikaoka.

Uma exposição com curadoria de Mariano Klautau Filho, em 2010, com imagens pouco conhecidas da trajetória de Chikaoka foi decisiva para a abordagem da obra.

"Desde o momento em que Miguel abraça a fotografia, no final dos anos 1970, há uma entrega pra arte e vida, que não dissocia a prática do pensamento. O livro inicia com uma apresentação do Mariano Klautau Filho, justamente pela percepção que tem sobre o trabalho do Miguel e porque ele foi importante para o tipo de abordagem adotada", afirma Marisa.

A exposição é constituída de imagens presentes no livro. O projeto foi contemplado pelo Ministério da Cultura e pela Fundação Nacional de Artes (Funarte), no Edital Bolsa Funarte de Estímulo à Produção em Artes Visuais 2013.

Serviço:
O lançamento do livro "Navegante da luz" e a abertura da exposição de Miguel Chikaoka serão realizados no próximo sábado (5), às 18h, na Kamara Kó Galeria (Trav. Frutuoso Guimarães, 611, bairro Campina). A visitação será entre os dias 8 e 28 de junho, de terça a sexta, das 15h às 19h e aos sábados das 10h às 17h, com entrada franca.

Fonte: http://g1.globo.com/pa/para/noticia/2014/04/livro-navegante-da-luz-revela-producao-artistica-de-miguel-chikaoka.html

 

Copyright