O olhar de Valdemir Cunha

Com 25 anos de carreira, o fotógrafo Valdemir Cunha promove um workshop no sábado e domingo, 26 e 27, sobre o trabalho autoral e a produção de livros fotográficos.

Jornalista e fotógrafo especializado em cultura, povo e geografia brasileira, tem onze livros publicados, entre eles Pantanal, O Último Éden (DBA, 2007), Brasil Natural (Editora Origem, 2011), Serra da Mantiqueira (Editora Horizonte, 2012) e Viagem à Bahia de Jorge Amado (Editora Abril, 2012). Além disso, atuou durante seis anos na Editora Abril como editor de fotografia das revistas Terra e Viagem & Turismo.

Através do relato da experiência como fotógrafo viajante, Cunha exercita em cada um a busca por imagens que contam histórias da vida, rotina do cotidiano, mas balizando-se na sensibilidade do olhar pessoal em conjunção com sentido da paisagem ou do lugar onde está. De acordo com ele, a fotografia, mais do que nunca, é um documento histórico.

"Acredito que a foto deve ter uma preocupação em documentar. A fotografia, muitas vezes, deve ser vista como um retrato de uma época ou de um período da história. Daqui a 100 anos, por exemplo, muitos vão analisar uma foto tirada hoje e poderão visualizar uma sociedade passada, um acontecimento social ou político, uma paisagem natural. A fotografia tem esse poder do resgate ao passado", comenta o artista.

Ao longo dos 25 anos de carreira, o paulistano viajou por mais de 80 países produzindo imagens para os seus títulos, bem como para outros da Abril. Chefiou equipes de fotógrafos, criou um controle de qualidade visual e um sistema de produção de imagem sem precedentes no mercado editorial brasileiro. Valdemir conquistou vários prêmios de fotografia, entre eles três prêmios da Abril.

Promovido pela WA Imagem com apoio da Lei Goyazes de Incentivo à Cultura, durante a palestra e o workshop o fotógrafo ainda discorrerá sobre os anos em que trabalha com a produção de imagens, fotografia documental, lugares e países em que já passou e suas principais referências nas artes visuais.

Segundo o fotógrafo, ele não se apega muito à técnica. "Sou muito intuitivo. O olhar pode ser apurado sempre. Quando leio um romance, vejo um bom filme ou pego um livro de fotografia estou mudando meu olhar sobre a imagem constantemente. É possível amadurecer esse olhar o tempo todo. Aprendemos com cada fotografia que fazemos ou vemos, com cada viagem que realizamos", ressalta o artista.

A primeira edição do Projeto F/5 conta com a vinda de cinco grandes fotógrafos de diversas partes do País para ministrarem workshops: Claudio Edinger, Evandro Teixeira, Valdemir Cunha, João Ripper e Lucille Kanzawa. Os workshops acontecem entre março e junho de 2014 e irão abordar temas relacionados à fotografia contemporânea, promovendo a troca de experiências e contribuindo na orientação, atualização, formação profissional e artística dos participantes.

A ideia inicial do projeto era atender até 20 pessoas em cada um dos workshops. No entanto a WA Imagem foi surpreendida pela grande quantidade de inscrições (cerca de 400 até o momento), o que motivou a ampliar as atividades propostas e realizar com os fotógrafos convidados cinco palestras gratuitas e aberta a todos, como forma de democratização do acesso à arte e à cultura a um público diversificado.

Workshop : O trabalho autoral e a produção de livros fotográficos

Quando: 26 e 27 de abril

Onde: WA Imagem - Rua 89D, 79, St. Sul

Informações: (62) 3281 2575

Copyright